teatroclubeparadoxo

Posted in Uncategorized by alessandra colasanti on September 25, 2007

DIVERTIDA E ENSANDECIDA VIAGEM

Alessandra Colasanti exibe vastos recursos expressivos e excelente tempo de comédia.   Integrante das bancas de formatura da CAL (Casa das Artes de Laranjeiras) há alguns anos, foi ali que conhecemos Alessandra Colasanti. E logo nossa intuição nos fez acreditar que a atriz possuía não apenas enorme potencial, como também poderia tornar-se – dependendo, evidentemente, de uma série de fatores – uma das melhores intérpretes de sua geração. E estamos plenamente convictos de que não fomos traídos por nossa primeira impressão.Com o passar do tempo, a atriz também passou a escrever e a dirigir, sempre voltada para uma escrita ou encenação nada convencionais, sendo evidente seu desejo de enveredar sempre e cada vez mais pelo universo da pesquisa. E agora a platéia pode conferir o atual estágio criativo de Alessandra Colasanti em “Anticlássico: uma desconferência e o enigma do vazio”, em cartaz no Espaço Sesc. Colasanti assina o texto, a direção e faz a protagonista, dividindo a cena com João Velho, em curiosa participação.Tendo como pretexto uma conferência dada por uma bailarina, o texto empreende uma espécie de sátira à arte contemporânea e a todos os paradoxos que lhes são inerentes. Valendo-se propositadamente de uma linguagem pedante e abusando de metáforas não raro despropositadas, o espetáculo-conferência proporciona ao espectador uma divertida e ensandecida viagem pelo universo da criação artística.Quanto ao espetáculo, este segue a mesma estrutura anárquica e surpreendente do texto, já que nada flui como era de se esperar em uma conferência “normal” e os hiatos contribuem para criar extrema cumplicidade com a platéia.Possuidora de vastos recursos expressivos e excelente tempo de comédia, Alessandra Colasanti é uma personalidade fascinante em cena, cabendo também destacar a performance de João Velho, que faz um misto de bad-boy com mordomo meio sado-masoquista, e que atende pela singular alcunha de Hamlet.O único senão que fazemos ao espetáculo fica por conta da parte relativa aos vídeos – embora estes sejam deliberadamente confusos, o texto que os acompanha, dito pela atriz, carece do humor que impera em quase todo o espetáculo.Com relação à equipe técnica, destacamos com o mesmo entusiasmo a  ótima cenografia de Natália Lana, a expressiva iluminação de Tomás Ribas, os criativos figurinos de Alessandra Colasanti e a direção musical de Lucas Marcier e Rodrigo Marçal, esta útlima determinante para reforçar o humor do espetáculo.” 

Lionel Fischer

(Tribuna da Imprensa, publicada em 18/09/2007)

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: